quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Lavagem cerebral, ingenuidade ou cobra mandada?

Fico a escutar aqui e ali, leio aqui e ali, pessoas atribuindo situações como a chamada democracia e a estabilidade econômica do Brasil a esta ou aquela pessoa, a este ou aquele grupo de pessoas, como partidos políticos, os caras-pintadas, ou o povo.

Reflitamos:

Após a 2ª guerra mundial e os seus desdobramentos, a América do Sul foi permeada de golpes de estado, de ditaduras militares (o correto seria cívico-militares).

A partir dos anos 60 a inflação nestes países passou a galgar índices cada vez mais elevados. Chegando na Argentina e no Brasil, p.ex., à hiperinflação.

A partir dos anos 80, as ditaduras, gradativamente, foram sendo extintas.

A partir dos anos 90, as elevadas inflações, gradativamente, foram sendo extintas.

Nas duas situações a mídia que é patrocinada pelo Grande Poder Econômico - GPE, passa a falar, sistemática e rotineiramente, em estabilidade política e econômica, além de globalização.

A par disso, a programação das tevês, paulatinamente, vai se tornando mais violenta.

O GPE através da mídia, diariamente pratica a mais abjeta lavagem cerebral, com informações distorcidas, notícias plantadas, enfim, com mentiras. Isto faz que seja cada vez menor o número de pessoas que consegue enxergar algo próximo da realidade, pessoas que conseguem ver os acontecimentos com o mínimo dessa influência, propositadamente, deletéria.

A quem for possível e, logicamente, tiver interesse em pensar em algo diferente daquilo que o GPE nos conta, eu lanço a seguinte pergunta:

- Não é possível, ao menos, cogitarmos a existência de alguém ou um grupo de pessoas com maior poder de mando que determina o que deve ser feito, se não em todo mundo, pelo menos num subcontinente, quando num curto período em diferentes países, com diferentes seguimentos ideológicos e interesses, trocam-se regimes totalitários pelas chamadas democracias e hiperinflações por estabilidade econômica? Sem contar outras semelhanças.

Saúde e felicidade.

3 comentários:

  1. Já é sabido de muito que os meios de comunicação influenciam e direcionam propositalmente a opinião da maioria, há mesmo os que sabem o que acontece e prefere mesmo que seja assim. Existe o grupo que estratégicamente domina e o grupo que comodamente se deixa dominar.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. teu texto é um alerta, pois se os meios de comunicação forem manipulados, estaremos vivendo num mundo de fantasia, viver sem saber a verdade, é horrível, eu não quero isto para nós.

    ResponderExcluir
  3. Mais uma vez brilhante texto, amigo!
    Beijos!

    ResponderExcluir