sexta-feira, 13 de agosto de 2010

DROGAS: traficante ou usuário, quem nasceu primeiro?

O traficante não produz o usuário de drogas mas, sim, surge em função deste.

O traficante de drogas é como o supermercadista, sem consumidores, simplesmente, não existe.

O usuário de drogas, com ou sem traficantes, dará um jeito de encontrar o seu lenitivo, aliás, ao que consta, a primeira droga que é experimentada e social e legalmente aceita, a despeito de todas as consequências devastadoras que produz, é o álcool.

Recordemos o que aconteceu na antiga União Soviética, em seus últimos anos: proibiram a vodca, e os consumidores passaram a fabricá-la clandestinamente e sem maiores cuidados, o que provocou muitas mortes por intoxicação, o que fez o Governo liberá-la novamente.

Seguramente seria mais barato para o Erário Público cuidar da saúde mental da população do que, ciclicamente, investir, midiaticamente, no combate ao tráfico de entorpecentes. O que todo mundo já viu e sabe que não reduz o consumo.

Parece-me que isto é apenas mais uma forma que o Poder Público usa para jogar areia nos nossos olhos: faz de conta que faz, contudo, não faz o que deveria DE FATO fazer, que é cuidar da SAÚDE MENTAL das pessoas. Também pudera, se sequer cuidam dignamente da saúde física!

3 comentários:

  1. Saúde Pública? Isso existe? A realidade é outra!
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Muito bom o texto. Amei e vou utilizá-lo em sala de aula para debate!
    Parabéns!!!!!

    ResponderExcluir